23.12.10

oremos

frases que venho grifando de amarelo ao longo da leitura de "água viva", no gerúndio, como o livro ensina - PARTE 1


cada coisa tem um instante em que ela é.


meus dias são um só clímax: vivo à beira.


sou o és-tu.


inútil querer me classificar: eu simplesmente escapulo não deixando, gênero não me pega mais.


o presente é o instante em que a roda do automóvel em alta velocidade toca minimamente no chão.


sou heroicamente livre.


domingo é dia de ecos.


escrevo-te porque não me entendo.


é-se. sou-me. tu te és.


não gosto do que acabo de escrever - mas sou obrigada a aceitar o trecho todo porque ele me aconteceu.


e isso é só o começo, neném.

11.12.10

"não se compreende música: ouve-se"

musiquinha de Schubert sobre enterro. dá pra colocar no tradutor do google. se bem que basta ouvir. ouçamos com o corpo inteiro que nem clarice diz em "água viva".

pros sintéticos, segue o youtube.


pros analíticos, segue também o dizer:

Begrabt den Leib in seiner Gruft
bis ihn des Richters Stimme ruft
Wir säen ihn, einst blüht er auf
und steigt verklärt zu Gott hinauf

Grabt mein verwesliches Gebein
o ihr noch Sterblichen nur ein
es bleibt, es bleibt im Grabe nicht
denn Jesus kommt und hält Gericht

Ach Gott Geopferter! Dein Tod
Stärk´ uns in unsrer letzten Not
laß unsre ganze Seele dein
und freudig unser Ende sein


10.12.10

finalmente

tantas coisas.

:

1. no geral: ainda há tanto por viver. isso é bom. não necessariamente. mas é. agora, ao menos, é. e isso é bom, mais uma vez.

2. há uma quantidade enorme de sapatos lindos a serem experimentados e usados até que os dedos fiquem cheios de calos.

3. há muitos livros a ler até que a noite fique em claro.

4. "água viva", de clarice lispector, queima. tanto, que me obriga a ler outro livro em seguida, trocar de leitura, para poder dormir. a troca é por "as pequenas memórias", de josé saramago: não queima tanto e portanto (por pouco) me deixa dormir. o motivo de as memórias inquietarem menos é compreensível: o presente não pode competir com o passado experiente, tarimbado. a água é viva e o passado já viveu. o que queima é o "instante-já" de clarice.

5. estou entendendo o instante-já de john lennon. este aqui, o instante-já de beautiful boy: life is what happens to you while you're busy making other plans. e aprendo cada vez mais com ele.

6. é por tudo isso que preciso viver a dor do calo do meu pé esquerdo após usar sapatos lindos.

*

viver o instante
viver o instante-já
viver o instante
já.

2.12.10

bom dia, boa noite

e eis que entrou dezembro
e a boa nova anda nos campos
exatamente como em setembro
tirando o calor que agora faz em todos os cantos

não tenho a pretensão da conversão alheia
mas o dia de hoje assim finda
com sons de guthrie em pé graças a uma correia
em um dos discos da minha vida