19.6.15

Sorte e ironia

Que grande ironia
ter o nome de Allegretto
essa triste porcaria.

Tenho lido-o
com afinco e agora digo:
a rapidez com que lançaria
a partitura pela janela
em muito superaria o tique exíguo
do metrônomo no meu pé do ouvido
(caso hoje fosse outro dia).

Sorte sua, Allegretto,
não ser uma Sinfonia;
sorte ainda
a minha.

16.6.15

Inteligência

Adoro ler teus textos
Ler nas entrelinhas
Declarações de amor
Corrigir as virgulinhas
Declarações de amor
Não só tuas, também minhas

9.6.15

um dia

Até o damasco fresco
(até o damasco fresco!)
precisa amadurecer
pra eu poder reparar
que ele é laranja como a fachada do prédio em frente
como minha almofada de procurando nemo
e a capa do meu diário sobre a mesa

Ter ou não ter a cor dos olhos de quem me vir madura
Sábio damasco fresco
decifro-te e não me devoras