14.5.08

que beleza

Simplesmente levei uma queda no meio do bompreço hoje. Mal acabo de tirar dinheiro no caixa eletrônico, a sandália escorrega não sei como e vou direto de joelho no chão. Foi lindo. Certeza de que todo mundo da fila tava olhando. Também, quem mandou demorar mais pedindo extrato? A vigança tarda mas não falha nunca. Fiquei um tempo estatelada, olhando pra baixo, joelho no chão, sem saber o que fazer. Rio? Ou melhor gritar logo de dor? Porque, putz, que dor da peste. Levantei logo pra não ter o perigo de alguém vir me ajudar. Porque não, eu não conseguiria encarar ninguém ali. Quanto mais falar "estou bem, obrigada". Só me recuperei vários minutos depois, quando entrei no bompreço para as compras. Nada como voltar ao anonimato.