29.4.06

Leo tem toda razão!

Eu disse que eu ia me esquecer de algum. Mas como foi logo dos meus suculentos jerimuns?

Um adendo, vai para Top Seven então, 7 é até um número mais estiloso.

7) Glynis - The Smashing Pumpkins (O solo é minúsculo. Por isso mesmo que é tão lindo, te deixa na ânsia. Pra piorar, é com wah-wah e entrega da forma mais classuda possível o último refrão da música, a apoteose, e, vou parar por aqui, senão eu choro, a-a-wah.)

26.4.06

Falando nela...

Lindona, em versão car wash.



Do meu guru Allmusic:

Harvey was raised on a sheep farm in Yeovil, England, where she was raised by her quarryman father and her mother, who was an artist.

25.4.06

Desert-island, all-time, top six Guitar Solos

Vou dar uma de Rob Fleming aqui, faz de conta que tou na Championship Vinyl com Barry (meu personagem mais querido; só podia ser Jack Black mesmo para fazê-lo no cinema) e Dick.

O assunto são solos de guitarra (vão me conquistar, sim, sim). Vale violino? Tá, não vale. É guitarra elétrica mesmo, plugada lá no amplificador. Aquele momento naquela música em que é dada aquela atenção que o instrumento merece.

Sem ordem de preferência, ei-los:

1) Let it be - The Beatles (Comecei bem, heim? Nem sei quem faz, tou com preguiça de checar. Mas sempre gostei, é a primeira vez que a guitarra entra na música e já o faz assim, meu deuso.)

2) Trem azul - Clube da Esquina (Esse é um dos solos mais lindos que já escutei, ainda causa goose bumps.)

3) Vicente Silva - Aratanha Azul (Adoro, não importa mais nada.)

4) Time waits for no one - The Rolling Stones (Ou melhor, Mick Taylor. Incrível, incrível, isto é incrível.)

5) Bad ambassador - The Divine Comedy (Roquenrôl dimai.)

6) Introdução de While my guitar gently weeps - The Beatles. E pior que o piano só toca praticamente apenas uma nota. Aí ele faz aquela coisa doida, e começa a cantar. (Aliás, quero todos, mas todos os solos de Harrison, em especial os ao contrário com harmonias doidinhas.)

Vou nem dizer Keith e P.J., porque, estes, qualquer porcariazinha que fazem já tou babando, oh yeah, baby, sheela-na-gig exhibicionist. Devo ter esquecido algum, but, who cares. I don't give a rat's arse.

Pois é. Positive vibrations pros Senhores também.

23.4.06

Arsch!




A pedidos, requests, cá está.


Agora vocês decidem qual preferem. Qual easter bunny, qual versão, alemão, ingrei, portuguei, the devil on fours, qual é melhor. Votação aberta! Dêem os lances!


Uma beijoca.

17.4.06

A Graça do meu Manjericão

Faz algumas semanas que estou cuidando de uma plantinha, de estimação. Isso mesmo, trata-se de um belo dum manjericão. Gostoso que só ele, já rendeu vários molhinhos que papamos no jantar.

Mas a dona dele que vos fala não é lá essas coisas. Sempre se esquece de alimentar o bichinho, nem deixa o pobre produzir os ATPs dele direito.

O pior de tudo foi justamente nesse feriado que passou. Depois de três dias completamente ao léu, o espécimen de criação ficou sequinho, sequinho. Murchinho, murchinho. Chega deu peninha quando voltei do meu retiro.

Mas Deus é grande. E com toda a sua grandeza, que se mostrou ainda maior nesses dias que agora se sucederam, dedicados unicamente a Sua Magnificência (como é que chamam a um reitor de universidade assim, pelamãedoguarda), fez ressurgir das cinzas o meu amado manjericão, sim! E para isso, tchã ra ra rann, só bastou um (!) diazinho de maior atenção de minha parte ao dito cujo (i. e. dei água, finalmente, pro total desafortunado de outrora). E o milagre se fez.

É essa a estória. O manjericão ressuscitou ao terceiro dia, subiu aos céus e está sentado à direita do meu outro pezinho de estimação, este de hortelã, não menos apetitoso do que o outro, mas, devo frisar, dá bem menos trabalho do que o hiper sensível manjericãozão. A hortelã vai se ramificando, de qualquer jeito, tão linda, bem mais humilde. Ai, quando vejo os dois ali hoje, nham nham!!!

E pior que dia desses sonhei que o manjericão estava com chagas, tinha sido todo podado por minha mãe, o bichinho. Que sonho mais louco. Mas acordei.

Mermão. Esse assunto páscoa já morgou, né?

É, mas é assim mesmo, eu perco a Graça mas não perco a Piada, hehe.

Sabe o que é também, no meu calendário australiano 2006 tem dizendo assim, que hoje, dia 18, é: Easter Tuesday (TAS). Exatamente assim. Aí me inspirei de novo por essa graça, in both senses, me lord. Que pinóia de TAS é isso? Será que é porque é só na Tasmânia. . . ?

?

Por falar em ditongos crescentes, hoje também faz 100 anos do terremoto da Califórnia. Só para constar.

***
Pros cozinheiros, ou gastrônomos, botânicos, biólogos, diletantes: manjericão é o mesmo que basílico, mesmo?

coelhinho da páscoa, que trazes pra mim. . .

lá lá lá, da da da, lá lá lá dá rá





sent from a nice strawberry blonde.

13.4.06

A liberdade de expressão é a melhor coisa do mundo

E Morrissey é pau.



But Jesus hurt me
When he deserted me
but

I have forgiven Jesus for all the desire
you placed in me when there's nothing I can do with this desire

Adoro esse disco, todinho.

Sim, e feliz páscoa para todos!

11.4.06

Essa mulé é minha ídola mermo*

Angelina Jolie deve dar à luz protegida por leões na Namíbia


WINDHOCK (Reuters – 10/04/06 16:08)

A atriz Angelina Jolie, grávida de seu namorado Brad Pitt, se refugiou em uma pousada remota na Namíbia, onde leões selvagens ajudarão o casal a se proteger dos paparazzi, informou um jornal local na segunda-feira.

As duas celebridades e seus dois filhos adotivos, Maddox e Zahara, chegaram ao país ao sul da África na semana passada, alimentando especulações da imprensa sobre a vontade da atriz de dar à luz na Namíbia, longe da atenção do público. O periódico africano Namíbia Die Republikein informou que o casal havia se mudado de um complexo luxuoso na cidade costeira de Walvisbay para uma cabana no Parque Nacional de Jogos Etosha, ao norte do país.

Os leões são uma das principais atrações turísticas do parque e ajudariam a manter longe os intrusos que tentassem fotografá-los.


* leia-se: é um tipo um tanto interessante.

Verallgemeinerungen, Verallgemeinerungen, ich liebe Verallgemeinerungen.

3.4.06

Novo restaurante da cidade

Chega o garçom, a madame está à espera.

- Garçom, o Senhor poderia, por favor, trazer-me como entrada esta "Recuperação Judicial" aqui?

- Pois não, Senhora. Outra boa pedida é a sopa "Letra de Câmbio".

- Não, obrigada, not in the mood today. O que o Senhor acha deste prato principal, "Convolação da Recuperação Judicial em Falência"?

- É muito apetitoso, Senhora. Recomendo.

- Não, acho que vou querer este "Modalidades de Compra e Venda Mercantil", tou com vontade de comer carne hoje mesmo. De sobremesa, quero esta "Legitimidade Ativa do Cônjuge Sobrevivente para Requerer a Execução Coletiva". Obrigada.

* The End *

Gente, é muito engraçado. O meu novo resumão jurídico é simplesmente igual a um cardápio. Mas, igual. Plastificado, bonito, se desdobra em três partes e tudo o mais. Tem todas as comidas do mundo. Chega dá fome, mas pena que não é fome de estudar.